Zumbi dos Palmares
O Grande Líder Africano (1655-1695)


 
 
 
 
 

  O guerreiro sofreu todas as dores, desde a principal que lhe causava o banzo, por ter sido tirado da mãe Africa, até a chibata nas costas, já na condição de escravo do homem branco. E ele resistiu a todas as dores, e ficou cada vez mais forte, e isso lhe deu a condição de, durante 94 anos, resistir aos ataques do homem branco no Quilombo de Palmares. 
Em 1600 o quilombo começou a ser formado. Eram apenas 30 ou 40 negros que refugiaram-se numa região (onde hoje é o estado de Alagoas), e por ser um local cheio de palmeiras, ganhou o nome de Palmares. 
Ali eles foram se organizando e construindo seus mocambos, e cada negro que fugia, achava abrigo ali, e cada mocambo tinha seu chefe, na maioria de nobreza africana. E os mocambos tinham suas leis, e homicídio, adultério e a deserção eram punidos com a morte. 
Em 1630, com a invasão holandesa, os negros tiveram mais chances de fuga, e o quilombo nessa época chegou a ter cerca de 10 mil habitantes. Em 1670 o quilombo já ocupava todas as terras de Alagoas e parte de Pernambuco, e seus habitantes chegavam a 50 mil, e eles inclusive negociavam nas vilas próximas, trocando produtos de sua agricultura, caça e pesca, por tecidos, armas e munição, o que lhes dava maior chance de resistir aos ataques do homem branco, que não se conformava em perder escravos e muito menos em ver aflorar uma pequena nação africana dentro de suas terras. 
Foram várias e sangrentas batalhas promovidas pelos brancos para acabar com o quilombo, mas todas infrutíferas. Então tentaram um acordo com Ganga Zumba, rei de Palmares, e este acabou aceitando, perdendo o apoio de um grande líder que despontava: Zumbi, que junto com seus comandados não aceitava o acordo com os brancos. Pouco mais tarde Ganga Zumba é envenenado e Zumbi assume como soberano de Palmares, intensificando a resistência contra os brancos. 
Entre 1680 e 1691, a capacidade militar de Zumbi e sua coragem vão impondo pesadas perdas nos exércitos do homem branco. Em 6 de fevereiro de 1694, finalmente, um grande e poderoso exército é formado e consegue derrotar Zumbi e seus guerreiros, pondo fim à heróica resistência de Palmares. Muitos guerreiros morrem, ou pelas armas do branco ou caindo de um precipício, para onde foram encurralados. 
  Zumbi, no entanto, mesmo ferido gravemente, consegue fugir com alguns guerreiros. Somente em 1695, após ter sido traido por um companheiro, Zumbi e seus últimos guerreiros são localizados e mortos. A cabeça do grande líder negro foi decepada e exposta no centro de Olinda, para desencorajar outras resistências. Mas o exemplo do guerreiro africano serviu para encorajar outros a continuar lutando pela Liberdade... 


(Notas do editor) - O Aeroporto Internacional de Maceió, capital de Alagoas, surgiu em 1928 e, na época, abrigava 6 aviões! Mais tarde, na II Guerra Mundial, foi usado como pista de pouso militar. O local ficou e acabou definitivamente virando aeroporto. Em 1951 recebeu o nome de Campo dos Palmares, por causa do quilombo e, em 1999, em homenagem ao herói de Palmares, o aeroporto passou a se chamar Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares.


 

  Distante 125 km do Recife, Palmares está localizado na Zona da Mata Sul de Pernambuco (foto) e onde se abrigaram milhares de escravos fugitivos e ergueu-se uma mini-nação africana, hoje tem como principal atividade econômica a agroindústria açucareira. Além da cana-de-açúcar destacam-se também na agricultura: batata-doce, mandioca, banana, laranja e abacaxi. A terra foi fertilizada com o sangue dos bravos...

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

GRANDES MATÉRIAS
MUNDO SERTANEJO
NOSSOS HERÓIS
REVOLUCIONÁRIOS
ESPECIAIS
HOME PAGE
 
 
 
 
 

 

   Sergio Ferraz - Todos os direitos reservados