O Brasileiro, o Jamaicano uma 
homenagem a 3 grandes artistas a Mexicana
Três cantores, três temas que fazem parte do cotidiano do ser humano...Altemar Dutra canta gratidão, Bob Marley fala que não temos que ter preocupação...e ser feliz e Amparo Ochoa fala da traição da índia Malinche, que uniu-se ao branco inimigo contra seu próprio povo, os astecas, entrando sua ação para a História do México como A Maldição de Malinche e, dentro da canção, está imbutida a denúncia da injustiça social, quando um país, mesmo nos dias atuais, abre as portas ao estrangeiro e fecha para seus próprios cidadãos mais humildes...

 

  Amparo Ochoa, da qual já publicamos a canção "corrido" da Murte de Emiliano Zapata, nesta incrível música ela canta a conquista do povo asteca pelo espanhol Hernán Cortés de Monroy y Pizarro. A nação, onde depois surgiria o México, foi destruída e uma estranha mulher asteca de nome Malinche, segundo a história entre os mexicanos, foi uma das grandes colaboradoras para a vitória de Cortés sobre seu povo. 
  A triste canção tem melodia e arranjo cativante, ao estilo das barcaroles italianas. No filme A Vida É Bela, você pode ver o que vem a ser uma barcarole na canção do teatro, que mais tarde Guido toca no campo de concentração para sua mulher ouvir...É também triste e linda ao mesmo tempo. Bem, como o povo da qual Amparo Ochoa descende ficou como que escravo durante 300 anos, a canção acabou levando o nome de Maldicion de Malinche, autoria de Gabino Palomares.

Amparo Ochoa

 A grande cantora María Amparo Ochoa Castaños, que se transformou no ícone da canção de resistência contemporânea do México, nasceu naquele país em Culiacán, no dia 29 de Setembro de 1946 e faleceu em sua própria terra, após levar sua música a boa parte do México e cantando ao lado da lendária Mercedes Sosa, percorreu a Argentina, Cuba, Perú, Chile e até  Alemanha Oriental. 
   A notável cantora, que ficou conhecida com A Voz do México, participando do Movimento Canto Latino Americano e Nova Terra, lutando através de sua arte pelos direitos das mulheres e dos mais pobres, morreu de câncer com apenas 48 anos de idade. Amparo nunca se preocupou com dinheiro, usando sua arte mais em benefício dos outros do que do seu mesmo e, assim, foi preciso que seus companheiros do Movimento fizessem show beneficente para angariar fundos para ajudá-la no tratamento.
  Mas Amparo Ochoa deixou de sofrer em 08 de fevereiro de 1994, partindo para outra dimensão. Ela deixou dois filhos: Isaac  e Maria Inês, esta com apenas 11 anos e que trilharia mais tarde o caminho da mãe, se tornando também cantora.
  A Voz do Mexico era professora em La Palma, Tierra Branca e em mais outro condado em seu próprio estado, quando foi convencida pela irmã a tentar a carreira musical. Em 1969 ela mudou-se para a capital, Cidade de México, onde participou de concursos amadores, ingressou numa escola de música, ligou-se de vez ao mundo artístico e, em 1971, gravou seu primeiro disco pela RCA Victor.
 


   La maldicion de Malinche
  Clique para ouvir a canção


Os astecas, escravizados por Cortés


Altemar Dutra



 
 
 
 
 
 

O cantor brasileiro Altemar Dutra de Oliveira, nasceu em Aimorés, MG, em 1940 e partiu em Nova Iorque, em 1983, com apenas 43 anos de idade e no auge do sucesso. Sua fama, através da voz suave e gostosa, já havia se espalhado por toda a América Latina, interpretando obras como "Sentimental Demais", "O Trovador", "Brigas" e "Que Queres Tu de Mim", boa parte das canções de autoria da dupla Evaldo Gouveia e Jair Amorim. Altemar Dutra foi progressivamente destacando-se no gênero musical bolero, vindo de fato a ser aclamado como o "rei do bolero" no Brasil.
  Nesta canção, Viejo, criada em lingua castelhana e com autor desconhecido, Altemar canta emocionante homenagem aos nossos pais, quando mais velhos e já fracos, em luta até contra o vento. E reconhece, respeitoso, que seu sangue é o do velho, que liga as duas gerações. 
 


Velho, meu querido velho
  Clique para ouvir a canção


BOB MARLEY

 
 
 
 

Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley, foi um cantor, guitarrista e compositor jamaicano, o mais conhecido músico de reggae de todos os tempos, famoso por popularizar o gênero. Marley  vendeu mais de 75 milhões de discos.  Nascido em 06 de fevereiro de 1945 em Nine Mile, Jamaica, Bob foi para  os EUA onde divulgou ainda mais o reggae e se tornou como um modelo para penteados e roupas, com muita gente em todo mundo imitando o jeitão do cantor. No Brasil, entre as celebridades da música, o maior fã de Marley é Gilberto Gil, que gravou canções dele e popularizou o reggae também no Brasil. Mas, como tudo que é bom parece que vai mais cedo, Bob Marley partiu para o andar de cima no dia 11 de maio de 1981, em Miami, Flórida, com apenas 36 anos de idade...A música que o GNT traz é um dos seus grandes sucessos.

Dont worry, be happy
  Clique para ouvir a canção

 

GRANDES MATÉRIAS
MUNDO SERTANEJO
NOSSOS HERÓIS
REVOLUCIONÁRIOS
ESPECIAIS
HOME PAGE
 
 
 
 
 
 

 

Sergio Ferraz - Todos os direitos reservados