Rita Pavone
La bambina del cuore de 

la Itália e del tutti mondo! 

 
 
 
 
 
 
 

  Rita Pavone nasceu em Turim, Itália, em 23 de agosto de 1945 e é uma das mais conhecida e famosa cantora italiana. Ela começou sua carreira como cantora em 1962, com o single La partita di Pallone e, pouco tempo depois, tornou-se um sucesso mundial, fazendo  turnês em países europeus e da América Latina, como Argentina e Brasil. Sucesso conquistado, Rita Pavone lança  vários outros singles em seguida, como Alla mia età, Come te non c’è nessuno, Cuore, Datemi un martello, Che m'importa del mondo, Viva la pappa, Il geghegè e Fortissimo, atingindo o topo das paradas com todos estes.
  Em 1968 Rita se casou na Suíça com seu empresário, produtor e descobridor, o cantor italiano Teddy Reno.  Em 1969  participou do Festival de San Remo com Zucchero e, no ano seguinte, com Ahi ahi ragazzo!, e em 1972, com Amici mai. Emplacou vários sucessos em outros países como Alemanha (Arrivederci Hans), Bonjour la France (França), Io che amo solo te (Brasil).
 
 


 
 
 
 

  Neste segundo período da sua carreira toma um caminho mais difícil, lançando-se também como compositora. Depois de uma vida de shows em várias partes do mundo, Rita anunciou no primeiro dia de 2006 que deixava definitivamente os palcos, cantando pela última vez em público.  Atualmente ela mora em Chiasso, no Cantão de Ticino, Suíça, e possui uma segunda residência em Ariccia, distante 28km de Roma. Seus dois filhos também moram na Suíça. Alessandro é apresentador de um programa na TV Suíça-Italiana e Giorgio é guitarrista e cantor de rock.
 
 

Ao alto,
imagem
de página
do site da
cantora.
Acima,
Rita imita
Carmem
Miranda.

  A proposito della musica brasiliana, “mi farebbe molto piacere cantare delle canzoni brasiliane, però penso di non avere le corde adatte, perché la musica brasiliana ha questa sua caratteristica la chiamano “balance“, cioè quel ritardo o anticipazione nel ritmo che crea quella forma ritmica tutta tipica di quel paese e che solo i veri brasiliani sanno rendere“, dicci Rita em 1995 a Luciano Rispoli durante “TAPPETO VOLANTE“, sul canale TCM.
 

 Rita Pavone, como não podia deixar de ser, acabou sendo convidada para estrelar vários filmes musicais. A Filha Americana, um dos primeiros (ou senão, o primeiro), onde o destaque musical, é claro, é a música Cuore, seu grande sucesso na época. O filme é de 1965 e Rita divide o filme com o grande humorista Totó, com o galã-cantor Fabrizio Capucci e com a banda The Rokes. Rita Pavone estrelaria bem depois Little Rita in Oeste, que no Brasil recebeu o título de Pistoleiros do Oeste. Este foi rodado em 1967 e já é a cores. O filme explora o lado musical de Rita, não tem dúvida, mas é marcante pelas presenças de Teddy Reno, com quem ela se casaria no ano seguinte, e do cantor Lucio Dalla, grande amigo da artista. E, por fim, o filme acaba ganhando seu status de "western" pela participação de ninguém mais, ninguém menos que Terence Hill, que ficou famoso como astro dos faroestes-comédia italianos, na pele de "Trinity", ao lado de Buddy Spencer.

 

ESPECIAIS
GRANDES MATÉRIAS
MUNDO SERTANEJO
NOSSOS HERÓIS
REVOLUCIONÁRIOS
HOME PAGE
 
 
 
 
 
 

 

Copyright 2003/2017 - Sergio Ferraz - Todos os direitos reservados