João Calvo
O herói da sobrevivência

Ele foi sobrevivente de uma profissão quase extinta e, com a qual, trabalhando
honesta e dignamente, ele criou sua família e educou os 3 filhos.



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

  Seu nome é João Calvo, nascido em Nova Europa, SP. Em 1972 ele inaugurava entre os bairros da Vila Narcisa e Habitacional a sua barbearia, pioneira nesses e nos bairros próximos e aberta até sua ida para outro plano maior, após mais de 40 anos de lutas. 
 Com seu pioneirismo, seu João também faz parte da história de Barra Bonita, pois pela sua tradicional e histórica barbearia  passaram 3 gerações. O avô que ali cortava cabelo, trazia o filho, que depois trazia o neto. 
  Tudo começou quando seu João pegou o trem em Nova Europa, passou por Nova Paulicéia, Gavião Peixoto e Ponta Alta, até chegar em Boa Esperança do Sul. Ali ele embarcou num onibus até Jaú e depois noutro onibus de Jaú para Barra Bonita, onde encontraria o grande amor de sua vida: Josefa Biega. Ela morava no bairro Vila Nova, perto da Mercadantes, onde podia se ir de onibus ou à pé. Seu João lembra que no namoro que durou 2 anos, até o casamento, fez várias vezes o caminho à pé. Chegava empoeirado, mas cheio de amor! 
  E tanto sacrifício acabou resultando no casamento realizado ainda em Barra Bonita. Depois o casal voltou para Nova Europa, onde teve 3 filhos: Valdemir, hoje advogado e trabalhando no Fórum; Vandercy, contabilista formada e também cabeleireira profissional; e Vanderley, conhecido e respeitado advogado da Câmara Municipal de Barra Bonita, até pouco tempo depois desta matéria, feita em 2010. 
  Quando Valdemir completou 12 anos, o casal resolveu voltar para Barra Bonita. Moraram no bairro Santo Antonio, até seu João comprar o terreno na Vila Narcisa, onde construiu sua casa e o famoso salão de barbeiro na rua Oscar Barteles, 438. Isso, como já dito, ocorreu no ano de 1972, e desde então seu João se transformava no barbeiro oficial da Vila Narcisa e dos trabalhadores de todos os bairros adjacentes. Ele disse nesta matéria que nos dias atuais já não tinha como chamar um profissional como ele de barbeiro, pois já quase ninguém fazia mais barba em salões. Somente corta-se cabelo. 
  Pela barbearia do seu João passaram milhares de pessoas, entre adultos e crianças, em 4 décadas. E o tradicionalismo é tanto, que pessoas como Pedro Validório, José Maroto e inclusive Irineo Bressan, ex-prefeito de Barra Bonita, ainda cortaram seus cabelos com seu João, até que o bravo profissional se foi, deixando um vazio que só foi amenizado quando sua família fechou com uma parede a porta da inesquecível barbearia. Mas seu João sentado à porta da barbearia e suas piadas enquanto cortava  o cabelo dos clientes, estarão para sempre na memória daqueles que tiveram o prazer de conhecê-lo!
 


Seu João à frente da sua barbearia. Aqui milhares de pessoas nesses 40 
anos já passaram pela tesoura e pela maquininha do seu João. - Fotos: S.Ferraz

Ir para Memória Viva 17


GRANDES MATÉRIAS
MUNDO SERTANEJO
NOSSOS HERÓIS
REVOLUCIONÁRIOS
ESPECIAIS
HOME PAGE
 
 
 
 
 
 

 

Sergio Ferraz - Todos os direitos reservados