Os gênios que a Espanha
pariu para o mundo!
(Segunda edição).



 

 Quem pensa que na Espanha só tem touros e toureiros e que espanhol vive apenas para torcer pelo Real Madri, está redondamente enganado. Na terra do lendário El Cid nasceram também grandes gênios da pintura, literatura e poesia. 
 Nas artes plásticas, os maiores artistas da Espanha são Diego de Velázquez, nascido em 1599 e morto em 1660. Seus quadros mais famosos são As Meninas e As Fiandeiras. 
 Outro grande artista plástico que deu sua contribuição para a glória cultural da Espanha, foi El Greco. Apesar de ter nascido na Grécia, El Greco, que morou em Toledo, era espanhol de corpo e alma.  Depois temos o grande Joan Miró, nascido em 1893 e morto em 1983. Ele foi o gênio da composição cromática em suas pinturas.  Goya, nascido em 1746 e morto em 1828, é outro orgulho espanhol. Maja  Desnuda, de 1796, é uma de suas obras mais famosas. 
  E por fim, dentro das artes plásticas, destaca-se ainda Pablo Picasso, que revolucionou as artes com seu cubismo. Outro que deixou sua marca - e talvez o mais louco de todos, foi Salvador Dali. Ele nasceu na Catalunha, uma comunidade autônoma da Espanha, situada a nordeste da península Ibérica...e que torce para o Barcelona. Aliás, hoje, a maior "guerra" entre Espanha e Catalunha é através do futebol. Ainda bem! (Nota do editor abaixo)
  Mas voltando ao genial Dali ou Salvador Domingo Felipe Jacinto Dalí i Domènech, ele nasceu em 11 de maio de 1904, na cidade espanhola de Figueres (Catalunha). Foi um dos mais importantes artistas plásticos (pintor e escultor) surrealistas da Espanha. 
  Em 1926 ele seria expulso da Escola de Belas Artes de São Fernando, localizada na cidade de Madri, onde afirmou que ninguém era suficientemente competente para o avaliar.
  Em 1929 ele viajou para Paris e conheceu Pablo Picasso, que muito influenciou a produção artística de Dalí. No ano seguinte começou a fazer parte do movimento artístico conhecido como surrealismo. Na literatura, a Espanha teve Lope de Vega, poeta e dramaturgo barroco, considerado o criador do teatro espanhol do século XVII.   Contemporâneo de Vega, a Espanha teve Pedro Calderón de La Barca. Com sua peça A Vida é um Sonho, onde escreve "Toda Ia vida és sueño y los sueños, sueños son", Calderón 'roubou' o público de Vega. A temática de Calderón, já naquela época, 1635, era a luta pelo livre arbítrio contra as limitações impostas pelas convenções sociais e religiosas.
  Outro grande gênio da poesia espanhola, e que acabou pagando com a vida suas ideologias, foi Federico Garcia Lorca. Poeta e guerreiro. Na luta contra Franco, foi preso e fuzilado em 1936. Mas dentro da literatura a Espanha nunca teve alguém que ficasse mais famoso em todo mundo como Miguel de Cervantes e sua obra imortal Don Quixote de La Mancha, escrita em 1605, quando Cervantes estava preso. A estória do cavaleiro da triste figura e seu fiel escudeiro Sancho Pança é sucesso até hoje, passados já 400 anos!  A obra de Cervantes foi escolhida pela crítica internacional como a maior obra literária do mundo!
 
 

 No topo da página, o grande Cervantes. Acima, na sequência, Calderon, Diego, 
El Greco e Vega. Joan Miró, Lorca, Picasso, criador do cubismo e o genial Goya


NE - Apesar de genialidade de Dali, o grande artista da Catalunha e da luta entre os clubes de futebol Barcelona e Real Madrid, uma bela disputa artística e esportiva, infelizmente, em 2017, a Catalunha entrou em quase uma sangrenta luta contra a Espanha, querendo sua independêndia do reino espanhol. O primeiro ministro da Catalunha, líder principal da busca pela independência, teve que buscar asílio em outro país, devido à violência com que a Espanha caiu sobre os principais defensores da luta pela independência catalã. Ela ainda não ocorreu, mas os guerreiros catalãos não desistiram do sonho de liberdade....Do lado espanhol, apenas a vergonha de jogar o véu negro de luta entre irmãos, não cobrindo a glória dos gênios acima, mas por certo dando um tom cinza ao horizonte das artes... 

 

GRANDES MATÉRIAS
MUNDO SERTANEJO
NOSSOS HERÓIS
REVOLUCIONÁRIOS
ESPECIAIS
HOME PAGE
 
 
 
 
 
 

 

Sergio Ferraz - Todos os direitos reservados